RS: demanda melhora e preços do frango reagem no Brasil, diz Agência Safras

RS: demanda melhora e preços do frango reagem no Brasil, diz Agência Safras

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Rate this article:
No rating

Porto Alegre/RS

A avicultura de corte esboçou reação no decorrer desta semana em termos de demanda, diante da boa reposição ao longo da cadeia, o que proporcionou uma recuperação dos preços tanto ao produtor quanto no atacado.

Segundo o analista de Safras & Mercado, Fernando Iglesias, a preocupação do setor fica em torno da segunda quinzena do mês, quando tradicionalmente ocorre o arrefecimento do consumo.

No atacado e na distribuição os preços tiveram valorização ao longo da semana, diante da expectativa de melhor demanda por conta do feriado de Páscoa. Para os produtos congelados, o quilo do peito na distribuição subiu de R$ 4,45 para R$ 4,70 e o quilo da coxa de R$ 3,50 para R$ 3,55. O quilo da asa caiu de R$ 6,50 para R$ 6,45. No atacado, o quilo do peito subiu de R$ 4,40 para R$ 4,55 e o quilo da coxa de R$ 3,40 para R$ 3,45. O quilo da asa recuou de 6,30 para R$ 6,25.

Nos cortes resfriados, Iglesias afirma que os preços também tiveram modificações. O preço do quilo peito na distribuição avançou de R$ 4,60 para R$ 4,70, o quilo da coxa seguiu de R$ 3,50 para R$ 3,55 e o quilo da asa de R$ 6,50 para R$ 6,60. No atacado, o preço do quilo do peito subiu de R$ 4,50 para R$ 4,60 e o quilo da coxa de R$ 3,40 para R$ 3,55. O quilo da asa recuou de R$ 6,40 para R$ 6,35.

Iglesias comenta que as indústrias em geral ainda buscam se precaver de eventuais sobressaltos das exportações ao longo do mês de abril, ainda como um desdobramento da Operação Carne Fraca. No último mês de março foram embarcadas em torno 374,6 mil toneladas de carne de frango, enquanto que em igual período do ano passado os embarques alcançaram 398 mil toneladas, o que representa uma queda de aproximadamente 6%.

O levantamento realizado por Safras & Mercado nas principais praças de comercialização do Brasil indicou que em Minas Gerais a cotação do quilo vivo avançou de R$ 2,50 para R$ 2,60 ao longo da semana. Em São Paulo o quilo vivo seguiu em R$ 2,50.

Na integração catarinense a cotação do frango subiu de R$ 2,30 para R$ 2,35. No oeste do Paraná o preço passou de R$ 2,25 para R$ 2,30. Na integração do Rio Grande do Sul o quilo vivo teve valorização de R$ 2,35 para R$ 2,40.

No Mato Grosso do Sul o preço do quilo vivo do frango passou de R$ 2,40 para R$ 2,50. Em Goiás o quilo vivo também teve valorização de R$ 2,45 para R$ 2,55. No Distrito Federal o quilo vivo subiu de R$ 2,50 para R$ 2,60.

Em Pernambuco, o quilo vivo teve alta de R$ 3,70 para R$ 3,80. No Ceará a cotação do quilo vivo avançou de R$ 3,70 para R$ 3,80 e, no Pará, o quilo vivo subiu de R$ 3,80 para R$ 3,90.


Fonte: Agência Safras 

Number of views (65)/Comments (0)

Tags:

Please login or register to post comments.

Cotação (máx)
R$ 2,25
Frango/CE
R$ 2,40
Frango/PR *
R$ 2,43
Frango/SC *
R$ 2,45
Frango/RS *
R$ 2,60
Frango/SP *
R$ 76,48
OvoBranco/SP *
R$ 90,31
OvoVermelho/SP *
R$ 58,50
Soja/RS
R$ 61,10
Soja/PR
R$ 61,50
Soja/SC
R$ 27,17
Milho/PR
R$ 29,33
Milho/RS
R$ 29,75
Milho/SC
R$ 29,93
Milho/SP
R$ 3,52
Frango Resfriado/SP *



Powered by BlueServer

O Setor Avícola é um veículo de propriedade do Grupo Agro.

Endereço: Bairro Santa Maria, Rua Curitiba, 727d. CEP 89812150. Chapecó - SC.

Telefone: (49) 3304 - 9240.